terça-feira, 29 de junho de 2010

PSDB homologa Candidatura de Cássio e aprova aliança com Ricardo coutinho




O PSDB realizou no domingo sua convenção e homologou os nomes dos que vão concorrer a mandatos eletivos nas próximas eleições. O evento ocorreu no ginásio da Associação Atlética Banco do Brasil, em Campina Grande.
Os convencionais aprovaram a aliança com o PSB, que terá Ricardo Coutinho como candidato a governador. Cássio Cunha Lima vai disputar a senatoria pelo partido dos tucanos.

(fotos: Gibal Martiliano)

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Na Convenção do PSDB em Campina, Ricardo diz que time está na concetração e agora entrará em campo para golear

“A oposição está apenas na concentração e a partir de julho vai entrar em campo para aplicar uma grande goleada”.

Ricardo Coutinho (pré-candidato a governo da PB) discursando durante Conveção do PSDB em Campina Grande

Foi o que disse o presidente do PSB-PB e pré-candidato a governo do estado, Ricardo Coutinho durante convenção do PSDB em Campina Grande, no último domingo, 27. Em clima da maior competição futebolística do planeta, a Copa do Mundo, Coutinho compara eleição a futebol dizendo que irá entrar em campo para golear. O mesmo ainda disse que PSB e PSDB estão unidos e que não existe nenhum problema entre ele e Cássio, como alguns setores da impressa quis deixar transparecer.


Confira maiores detalhes na matéria do repórter André Gomes para o PolíticaPB

O pré-candidato ao Governo da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), comparou as eleições deste ano a um jogo de futebol e disse que “até agora só quem jogou foi o governador José Maranhão”. Segundo ele, “a oposição está apenas na concentração e a partir de julho vai entrar em campo para aplicar uma grande goleada”.

As declarações do pré-candidato foram feitas durante a convenção do PSDB realizada nesse domingo em Campina Grande. Na ocasião, Ricardo Coutinho afirmou, também, que tem a aliança com o candidato a senador, Cássio Cunha Lima, está sendo uma tarefa fácil de realizar.

“Foi muito fácil manter uma aliança com PSDB porque eu sempre tive uma boa relação com Cássio. Essa coligação também está sendo concretizada em mais oito Estados brasileiros, a exemplo do Paraná, Alagoas e Minas Gerais, estamos caminhando juntos em boa parte do Brasil”, enfatizou Coutinho.

blog do Ivanildo Santos

sábado, 26 de junho de 2010

Pilõezinhos entrega feijão, paga salário do mês de junho e antecipa metade do 13º

A Prefeitura Municipal de Pilõezinhos, em parceria com o programa Fome Zero do governo federal, distribuiu cerca de 14 toneladas de feijão para as famílias carentes do município. A mercadoria foi trazida da CONAB-RN e está sendo entregue pela equipe da Secretaria de Ação Social do Município.
Somente os beneficiários do programa Bolsa Família estão recebendo o feijão e no caso de sobra famílias consideradas carentes também receberão, mediante preenchimento de cadastro.
Para o prefeito júnior Mendes o benefício veio na hora certa, principalmente porque há muitas pessoas carentes em Pilõezinhos. “Vamos trabalhar para que mais vezes possamos entregar esse importante item da sesta básica dos brasileiros aos mais necessitados de minha cidade”, disse Júnior.

Pagamento em dia
A prefeitura efetuou o pagamento dos funcionários no último dia 21 do corrente mês e foi pago também 50% do 13º salário, proporcionando um aquecimento no comércio local, além das famílias estarem com dinheiro no bolso antes do São João.

Obra
A Prefeitura está construindo o prédio próprio do CRAS (Centro de Referencia da Assistência Social), que está localizado no conjunto Mandaú, zona urbana do município, com amplas salas para o atendimento da população e auditório para oficinas e reuniões com os adolescestes do Pró-Jovem e idosos.

Da Assessoria

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Estou com inveja das cidades que fazem festa de São João

Inveja: “Sentimento em que se misturam o ódio e o desgosto, e que é provocado pela felicidade, prosperidade de outrem; desejo irrefreável de possuir ou gozar, em caráter exclusivo, o que é possuído ou gozado por outrem”.
O dicionário diz que o que está escrito acima é o significado da palavra inveja. Pois é justamente isso que eu estou sentido de outras cidades na nossa região, que tripudiaram (e continuam) da importante Guarabira, durante os festejos juninos.
É muito pouco para um município do porte de Guarabira se contentar com o Forró Fest e o festival de quadrilhas; mesmo porque se sabe que são projetos da Rede Paraíba de Comunicação, em parceria com os municípios. Temos que agradecer imensamente a Eduardo Carlos, presidente do grupo, que fez esses eventos em Guarabira. Não fosse isso sequer uma lata batendo teríamos no meio da rua.
Como pode uma cidade como Alagoinha, que tem uma receita mais de dez vezes menor que Guarabira, fazer uma festa de dá lapada na maior cidade da região?
É vergonhoso para a prefeita Fátima Paulino e sua turma.
Milhares de pessoas que gostam de dançar o forró no mês de junho tiveram que se arriscar nas estradas esburacadas da região, e esse movimento de ir à busca da diversão, na maior tradição nordestina, continua até o final do mês.
Sinceramente eu estou com inveja. Inveja de ouvir e dançar ao som das bandas Magníficos, Alcimar Monteiro, Jorge de Altinho, Amazan, Sirano e Sirino, Zé Preto, Alceu Valença e outros bons cantadores da nossa música. Isso é privilégio para quem mora em Alagoinha, Alagoa Grande, Solânea, Bananeiras, Belém, Mari... isso não é para o nosso “bico”.
Viva São João, meu amado povo de Guarabira!

Jota Alves

Brasil 0 x 0 Portugal: Para Lúcio, premiação a Cristiano Ronaldo é 'uma vergonha'

Além do técnico Dunga, diferentes atletas da seleção brasileira criticaram a escolha de Cristiano Ronaldo como melhor jogador em campo. O mais enfático foi o zagueiro Lúcio: “É uma vergonha”, disse, depois de observar que a defesa brasileira anulou o atacante português. “A nossa defesa marcou muito bem, conseguiu neutralizar o Cristiano Ronaldo. Com todo respeito, acho uma vergonha ele ser eleito o melhor em campo”.

Na entrevista coletiva depois do jogo, Dunga afirmou que, na sua opinião, o merecedor do troféu de melhor em campo deveria ser, justamente, o capitão da seleção brasileira. ““Eu elegeria o Lúcio, que interceptou todas as bolas e saiu jogando muito bem. Mas são as pessoas que escolhem que têm que ver”, comentou.

Luis Fabiano também se surpreendeu com a escolha. “Quem ganhou? O Cristiano Ronaldo? Se ele foi eleito, alguém viu outro jogo”, ironizou. Sobre a própria atuação foi mais comedido: “Se ficam os 11 atrás, como eles ficaram, não há equipe que vença”, observou. “Foi muito complicado achar espaço”.

Os números mostram que Cristiano Ronaldo teve atuação apagada na partida. Chutou sete vezes a gol, mas só uma na direção certa e sem perigo para Julio Cesar. Tocou na bola 32 vezes, acertando 13 passes. Não sofreu marcação especial e levou apenas duas faltas. Conseguiu levar perigo ao gol brasileiro em uma única jogada. Depois de driblar Juan, levou Lúcio a tocar a bola para Raul Meireles, que quase marcou.

G1

Enquete: Internautas dizem que Solânea faz o melhor São João

O blog perguntou: Qual cidade da região realiza melhores festejos juninos?
Eis o resultado:
Solânea – 55 votos (38,73%)
Bananeiras – 6 votos (4,23%)
Belém – 14 votos (9,86%)
Guarabira – 18 votos (12,68%)
Duas estradas – 4 votos (2,82%)
Alagoinha – 44 votos (30,99%)
Alagoa Grande – 01 voto (0,70%)

Participaram 142 internautas com opiniões no blog.

Jota Alves

São João Pedro de Mari atrai uma multidão e promete bombar nos dias 29 e 30



Leia com os seus próprios olhos o que Inaldo Leitão dizia de Maranhão

O cavalo de Átila

É notória a pouca utilidade do ex-governador José Maranhão no desempenho do mandato de senador conferido pelos paraibanos. É um obscuro, dizem uns. Um inútil, comentam outros. Inútil e obscuro são ingredientes que resultam na receita do nada. Mas há uma tarefa que Maranhão se impôs e a exercita com extrema eficiência – infernizar a vida de Cássio e, por tabela, dos paraibanos. Desde que foi derrotado nas eleições de 2006 nos dois turnos, Maranhão bateu na porta da Justiça Eleitoral e durante mais de dois anos trabalha para, no tapetão, subverter o resultado das urnas e inverter a ordem natural das coisas: o vencedor perde, o derrotado ganha. É a democracia maranhista – pelo avesso.

Enquanto o processo de cassação de Cássio sobe os degraus das instâncias recursais, Maranhão resolveu empregar seu tempo agora na caça às obras do governo estadual, que ele chama de inacabadas. Inventou a tal Caravana da Reconstrução e, cercado de deputados estaduais e federais, além de candidatos a cargos no ‘futuro’ governo, ora desocupados, danou-se a viajar para o interior do Estado em busca das tais obras inconclusas. Qualquer cidadão sabe que o resultado dessas visitas é nenhum. Melhor faria o séqüito maranhista se visitasse o Palácio do Planalto e reivindicasse recursos para a conclusão das obras. Como o enredo dessa peça teatral é fictício, e só serve para fazer barulho no suspeitíssimo jornal de Roberto Cavalcanti, essa hipótese, claro, está descartada.

Trata-se de conduta lastimável de uma gente que, na falta do que fazer, resolve desperdiçar tempo e torrar dinheiro público. Os deputados federais e estaduais que integram a troupe maranhista parece que entendem bem do assunto: foi sob o governo do ex Maranhão que a Paraíba assistiu ao maior espetáculo de obras inacabadas e, pior ainda, paralisadas por suspeita de superfaturamento.

É o caso da duplicação da BR 230 e do Canal de Sousa, segundo auditoria do Tribunal de Contas da União, para citar apenas as obras estruturantes iniciadas e paralisadas no ex governo de JM. A paralisação dessas obras, ora em fase de conclusão pelo governo Cássio, causou grandes prejuízos aos paraibanos e ruborizou os ministros do TCU, pois alguns itens acusaram superfaturamento de 110%. Tivemos um trabalho danado para convencer o Tribunal e a Comissão de Orçamento do Congresso Nacional de que era preciso liberar as obras e responsabilizar os maus gestores públicos – os agora autoproclamados “fiscais de obras públicas.”

É risível, por ser também patética, a conduta desses acusadores dos próprios pecados. Melhor fariam esses ilustres representantes do povo se cumprissem um dever básico de todo homem público – o de trabalhar pela Paraíba e não atrapalhar a agenda do governo com fanfarronices. O governo Cássio promoveu o equilíbrio fiscal do estado, bateu recordes na consolidação de planos de carreira dos servidores, paga a folha de pagamente de pessoal dentro do mês trabalhado, mantém em dia os compromissos com os fornecedores e tem uma inédita agenda de obras espalhadas por todo o estado.

Tudo isso incomoda a oposição, sempre de olho na próxima eleição e com a pretensão (!) de influir no resultado do julgamento do TSE. Se o governo vai bem, essa turma se sente ameaçada no seu projeto eleitoral. Até aí tudo bem, pois o povo não é bobo e sabe distinguir o certo do errado. O problema é quando a oposição ao governo perde o rumo das coisas, se descola da crítica a que todo governo está submetido e resvala para o campo da baixaria.

Átila, Rei dos Hunos, conhecido na história como o “Flagelo de Deus”, tinha verdadeira obsessão por tudo que não lhe pertencia. Com seu exército sanguinário, devastou durante anos os territórios do decadente império romano, destronando reis e executando friamente os vencidos. Como todo déspota, cultivava um apetite desmedido pelo poder. “A grama não volta a crescer onde o meu cavalo pisa”, jactava-se o cruel Rei, com espírito destruidor.

Não vou comparar o ex Maranhão a Átila e tampouco seus seguidores aos Hunos. Seria promovê-los em excesso. Mas essa Caravana da Reconstrução, que prefiro chamar de Cavalaria da Destruição, faz lembrar o cavalo de Átila e suas patas do mal. A propósito: não é recomendável que esses sequazes do maranhismo coloquem os cascos na recém-inaugurada estrada asfaltada ligando São José da Lagoa Tapada a Sousa, pois há risco de fazerem a terra tremer. Estrada, alíás, que Maranhão prometeu e sequer iniciou. Cássio fez.

Inaldo Rocha Leitão

Cadê os votos dos adesistas?

Tem razão o leitor observador que, nos recados ao Blog do Tião, alertou para o fato de, apesar de tantas adesões anunciadas, a diferença de Maranhão para Ricardo Coutinho continuar estabilizada. Era para ser maior. Mas continua do mesmo jeito. Segundo a pesquisa da Consult/Correio, Zé tem 43,75% e Ricardo 32,70%. Ou seja, um monte de gente aderiu a Zé e Ricardo continua com o mesmo patamar. O que terá acontecido? O mundo das pesquisas, misterioso e sombrio, terá que responder. Eu, que faço pouca conta, até Clássico cursei para fugir da matemática, juro que não entendo. Se fosse para receber tanta adesão imprestável, melhor seria para Zé não receber nenhuma. Não infruiu nem contribuiu. Continuou tudo como dantes no quartel de Abrantes, com a diferença de que Zé teve que ajeitar a vida dos adesistas, que se tornaram “otoridades” e não transferiram os votos que diziam ter. Porque, caro amigo leitor, os votos de Zé continuam sendo os de Zé. Ali na pesquisa não tem voto de Armando, de Inaldo, de Zé da bodega ou de Ontoim Chofer. Só tem os de Zé, que ele teria com adesão ou sem adesão.
É bom Zé pensar nisso e deixar de se iludir com as promessas desse povo sem eira nem beira. Melhor só do que mal acompanhado. Ricardo, sem gastar um níquel, tem 32,70% dos votos paraibanos. Zé, gastando tudo, só tem 43. Cadê os votos dos adesistas?

Blog do Tião Lucena

SOS Calamidades - Nordeste

A Legião da Boa Vontade (LBV) está mobilizando a população a fim de angariar doações para o socorro às vítimas das chuvas nas cidades mais atingidas nos Estados de Alagoas e Pernambuco. Para isso, colocou à disposição suas unidades de atendimento em Maceió e no Recife.
Os itens de maior necessidade são água potável (galão de 5 litros), alimentos de pronto consumo (enlatados e embutidos), cestas básicas, material de higiene pessoal e limpeza, roupas e calçados.
A LBV solicita doações para a campanha e convida todos os que desejam tornar-se voluntários nessa ação solidária a dirigir-se aos Centros Comunitários e Educacionais da Instituição que são postos de arrecadação:


Maceió
Rua Muniz Falcão, 964 - Barro Duro
Tel.: (82) 3328-4410

Recife
Rua dos Coelhos, 219 - Boa Vista
Tel. (81) 3413-8600

Outras informações podem ser obtidas pelo tel. (11) 3225-4500 ou acessando-se o site www.lbv.org.br.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Plenária com delegados do PT vai buscar o melhor caminho para o partido nas eleições 2010 nesta sexta-feira

A verdade clara e cristalina é que as conversas internas do PT têm sido difíceis. A coordenação do grupo ligado ao deputado Luiz Couto mantém reuniões constantes nas análises da conjuntura política pela qual passa o partido nos momentos que antecedem as convenções partidárias.


Muitos defendem que é preciso construir uma aliança que embale à Paraíba na onda de crescimento que vive outros estados nordestinos. Pernambuco e Rio Grande Norte são exemplos na defesa de um agrupamento com os “girassóis”.


Por isso, o Encontro Estadual do PT será importante para a apresentação das três propostas discutidas pela coordenação da chapa “Uma outra Paraíba é Possível”:

  • Reafirmação da política e defesa de uma coligação eleitoral com o PSB
  • O PT não se coligar com os partidos que apresentem candidatos ao governo do estado
  • Coligação com o PMDB, mas com a exigência da maioria que comanda o PT que somente com a participação na chapa majoritária.


Portanto, o encontro, sábado dia 26, será o dia D do PT paraibano na capital João Pessoa. Uma coisa é certa: do PMDB o deputado federal Luiz Couto quer distância,


Cid Cordeiro



Momentos do 2º dia do São João Para Todos de Alagoinha

No 2º a multidão acompanhou a apresentação das bandas

O músico alagoinhense Amarildo
A prefeita Alcione é querida pelas crianças , observada pelo vereador Zé Ronaldo
O empresário Leto,sua esposa Janine e a prefeita Alcione

Momentos do 2º dia do São João Para Todos de Alagoinha



A prefeita Alcione tem recebido diversos amigos da região. O vice-prefeito petista de Alagoa Grande Beto do Sindicato curtiu também o São João.


Um encontro entre o presidente do PT de Alagoinha Jonas Belarmino e a vereadora do PT local Maria de Jesus com o vice-prefeito Beto mostra a convivência de petistas que defendem nomes diferentes ao governo do estado.


A vereadora é defensora da pré-candidatura de Ricardo ao governo acompanhando decisões de Luiz Couto e o vice prefere a reeleição de Maranhão.


Cid Cordeiro



quarta-feira, 23 de junho de 2010

Tucano diz que vice de Ricardo Coutinho poderá ser uma mulher

O deputado federal Rômulo Gouveia acredita que a escolha para vice do pré-candidato ao governo do estado Ricardo Coutinho poderá ser uma mulher. O deputado também acredita que o vice virá de Campina Grande e que somente e tão somente a Paraíba só conhecerá o nome no dia 30.

Não é preciso fazer muito esforço para o nome da vereadora de Campina Grande Daniela Ribeiro ser associado à declaração de Rômulo.

Como um instigante folhetim, as revelações sobre os nomes que comporão a chapa do governo e da oposição ficarão para o “gran finale”.

Cid Cordeiro




A chuva abençoa a abertura do São João Para Todos 2010 de Alagoinha

Banda Magníficos


Rômulo Gouveia e a prefeita Alcione
Vereadora Maria de Jesus, Léa Toscano,vereador Zé Ronaldo e o deputado Zenóbio
Prefeita Alcione, Léa Toscano e a vereadora Maria de Jesus


A noite da última terça (22) será inesquecível para a cidade de Alagoinha e todos que a visitaram para a abertura do São João Para Todos 2010. Uma verdadeira multidão debaixo de muita chuva extravasava toda alegria do que é considerado hoje o melhor São João de todos os tempos.

A prefeita Alcione era só alegria pelo sucesso da primeira noite e acompanhada de seus amigos fez a abertura agradecendo a Deus por poder oferecer uma festa em que as famílias possam assistir juntas as apresentações de todas as bandas. Ela ressaltou a ajuda indispensável do deputado federal Rômulo Gouveia autor junto ao Ministério do Turismo da emenda que possibilitou a realização dos festejos juninos e também a dedicação do deputado estadual Zenóbio Toscano e sua esposa Léa em sua administração.

A Banda Magníficos fez o público amanhecer ao som de seus sucessos. Nesta quarta (23) tem mais!!!

Cid Cordeiro



Cássio confirma Deca do Atacadão como primeiro suplente e diz que vice da oposição sai dia 30

Cássio confirma Deca do Atacadão como primeiro suplente e diz que  vice da oposição sai dia 30

O ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), confirmou hoje em entrevista a Rádio FM 100.5, que é candidato ao Senado Federal nas eleições deste ano e que ao contrário do que dizem os seus opositores não existe nenhum impedimento para o registro de sua candidatura, em função da aprovação da Lei do Ficha Limpa.

Ele reafirmou que já cumpriu as penas aplicadas a cassação do seu mandato e que portanto, os seus direitos políticos estão plenamente reestabelecidos, e que é elegíviel sim. Acrescentou, no entanto, que os seus advogados estão preparados para garantir o registro de sua candidatura, em caso de ações demandadas pelos que lhe fazem oposição na Paraíba.

Sobre o vice de Ricardo Coutinho, candidato ao governo pelo PSB, Cássio disse que a escolha e o anúncio do nome só devem acontecer no dia 30 próximo, quando da realização da convenção do PSB e de outros partidos aliados. Revelou que existem vários nomes e que qualquer um que for escolhido virá para somar. Admitiu que o ex-senador Ivandro Cunha Lima e a vereadora Daniela Ribeiro, são cotados e tem chances.

Na entrfevista concedida aos radialistas Adelton Alves e Edmilson Pereira, o ex-governador Cássio acrescento que e o ex-prefeito Ricardo Coutinho vem conversando com os deputados Damião Feliciano, presidente estadual do PDT, e Wellington Roberto, presidente do PR, com amplas possibilidades dos dois partidos se aliarem ao projeto político da oposição.

Sobre a saída de alguns ex-aliados para o governo, Cássio disse que não pode impedir. " Cada um tem a liberdade para tomar a opção que pessoalmente considera que é a melhor", afirmou.

Para o ex-governador, a disputa eleitoral na Paraíba é muito desigual, com governo usando a máquina, oferencendo empregos e cooptando lideranças políticas. Isso, no entanto, não é garantia de vitória para o candidato oficial, "pois quem decide o pleito é o eleitor e não as lideranças políticas", disse Cássio.

Em 1986 o ex-governador Tarcisio Burity enfrentou, praticamente sozinho, a máquina do governo, o apoio apenas de 10 prefeitos de um totoal de 176, e a mesmo situação ocorreu em 1990, com o seu pai, Ronaldo Cunha Lima, que tinha apenas 8% nas intenções de votos, no início da campanha, e terminou sendo eleito, reforça Cássio Cunha Lima. "Quando o povo quer não tem governo, uso de máquina, que dê jeito", afirmou o ex-governador da Paraíba.

pbhoje

PRIMEIRA NOITE DO SÃO JOÃO DE ALAGOINHA FOI UM SUCESSO

Alcione, Rômulo, Léa Toscano e Paulinho

Ontem, 22, aconteceu a primeira noite do São João de Alagoinha e foi um sucesso. A prefeita Alcione Beltrão recepcionou os deputado federal Rômulo Gouveia e o deputado Estadual Zenóbio Toscano, a ex-prefeita Léa Toscano, o prefeito de Massaranduba Paulinho e várias lideranças. Já o servidor municipal foi à festa com o salário de junho no bolso e mais metade do 13º e a banda Magníficos deu um show, levando a galera ao delírio. A prefeita Alcione disse que em seu governo está resgatando a culura popular, com quadrilhas juninas e forró do bom, de qualidade.

blog do professor Josa

ALAGOINHA: VEREADORES RECEPCIONAM LÉA E ZENÓBIO TOSCANO DURANTE FESTA DE SÃO JOÃO

Maria de Jesus, Léa, Zé Ronaldo e Zenóbio

A vereadora Maria de Jesus (PT) e Zé Ronaldo (PHS) da cidade de Alagoinha recepcionaram, ao lado da prefeita Alcione Beltrão, a pré-candidata a deputada estadual Léa Toscano e o deputado estadual Zenóbio Toscano durante a primeira noite de festa de São João da cidade, que aconteceu ontem, 22. Segundo Zé Ronaldo, Zenóbio e Leá sempre serão bem acolhidos pelo povo de Alagoinha, já que ZT sempre lutou em defesa daquela cidade. "O deputado Zenóbio e sua esposa Léa Toscano, sempre serão bem acolhidos em nossa terra. ZT sempre defendeu e lutou por recursos e benefícios para Alagoinha, ninguém pode negar isso", disse o vereador.

Da redação, com foto exclusiva jornal O FAROL, com Fabinho.

Escândalo no governo Maranhão III

PBHoje publica artigo que denuncia desvios de recursos no atual governo de José Maranhão, confira

Escândalo: Maranhão III desvia recursos do Fundo da Pobreza para comprar pneus e macaco hidráulico

O Governo do Estado, na gestão do atual governador Zé Maranhão está desviando os recursos do Fundo de Pobreza para pagamento de custeio e até de encargos sociais da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa).

Não se trata de denúncia feita por parlamentar de oposição nem tão pouco por algum jornalista, que por reproduzir os fatos verdadeiros são listados como oposicionista.


Está tudo registrado, informado no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siaf), comprovando que o Estado desviou a quantia de R$ 19.648,50, que deveriam ser aplicados em programas sociais para erradicação da pobreza.

Também do Fundo de erradicação a pobreza, o governo gastou R$ 12 mil reais com publicações no Diário Oficial do Estado. O total de gastos com aquisição de material e ainda com publicações chega a R$ 31.648,50.

Segundo o Siaf, o dinheiro do Fundo de Erradicação da Pobreza na Paraíba está servindo para comprar peças para tratores, combustíveis, óleo, graxa, pneus, câmara de ar, materiais de expediente, bateria, macaco hidráulico, recarga em cartuchos e toner para computadores.

Como se não bastasse, além da aquisição desses materiais, a Emepa também pagou à União Editora, que faz a impressão do Jornal a União, quase R$ 12 mil para a publicação de extratos de contratos no Diário Oficial do Estado e utilizou outros recursos da mesma fonte para pagar encargos sociais.

Jorge de Altinho e Forró Pegado agitam São João Pedro de Mari


Começa nesta quarta-feira (23), os festejos juninos da cidade de Mari. O São João Pedro se estende e nos dias 29 e 30 tem festa das boas.
O prefeito Antônio Gomes fez diferente esse ano e mandou ornamentar o centro da cidade, deixando uma beleza, com temas do São João.
(Clique na imagem para conferir as atrações)

Jota Alves

Alagoinha Fest 2010 arrasta multidão para ouvir e dançar ao som das inéditas atrações


Banda Magníficos emociona com suas canções o grande público do Alagoinha Fest 2010

A noite do dia 22 se tornou inesquecível nas mentes e corações alagoinhenses. As atrações levaram ao delírio a massa popular que se aglomerava na expectativa das apresentações. Crianças, jovens e adultos empolgados pelas ruas da cidade se dirigiam para o local da festa. Alguns afirmavam que já fazia muito tempo que a cidade não tinha uma festa tão grande, bonita e comentada por todos.

A entrada da Banda Magnifícos foi apoteótica e por mais de duas horas fizeram um show fantástico, espetacular e por diversas vezes romântico, inesquecível. A banda nunca havia se exibido na cidade e isso fez o diferencial do grande sucesso do Alagoinha Fest.

O Forró Cobiçado trouxe o forró tradicional, pé de serra, que agradou os mais saudosistas. A Banda Bem Bolado, especialmente para os jovens, veio com repertório mais jovem que empolga e anima a juventude que curte o forró mais eletrônico.

Por fim, o Alagoinha Fest contemplou todos e todas numa super noite de muita dança e alegria.

Equipe NaCola.Net

terça-feira, 22 de junho de 2010

Festival de Quadrilhas das escolas do município empolga, emociona e leva uma multidão ás ruas de Alagoinha






Que Alagoinha vai realizar um grande São João Para Todos não é mais novidade.
Novidade mesmo é que nunca na história de Alagoinha (desculpe-me Lula!) houve um festival de quadrilhas das escolas do município tão prestigiado pelo povo que desfilou ao lado dos integrantes das oito quadrilhas até um grande palco montado no centro da cidade para também acompanhar atento, empolgado, emocionado as apresentações de cada uma.

Agora, também o que poucos sabem que durante quase três meses a prefeita Alcione acompanhava diariamente ao lado da secretária da Educação Ruth Karla todo o trabalho realizado pelo professor de dança e teatro Júnior. Foi ele quem preparou toda coreografia e os figurinos das quadrilhas para cada tema apresentado.

“A prefeita Alcione acreditou no trabalho. Sempre quis muito trabalhar com crianças, porque elas trazem a pureza e a vontade sincera de aprender e vê-las felizes com a festa da nossa cultura é muito bom”, afirmou o professor Júnior.

Na área da cultura a prefeita Alcione vai incentivar no mês de agosto a Festa do Folclore e quando outubro chegar ás crianças terão a oportunidade de participar do Arte na Praça. Detalhes o professor Júnior diz não poder revelar. É surpresa!

Cid Cordeiro

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Dark diz que asfalto prometido por Maranhão, de Mulungu a Alagoinha, não sai

A vereadora presidente da Câmara de Mulungu, Dark Bandeira, disse nesta segunda-feira (21), durante o programa Palavra e Ação que duvida da construção do asfalto ligando o município de Mulungu a Alagoinha, como prometido pelo governador Maranhão.
“Esse asfalto eu acredito que não sai, principalmente porque a promessa é de que a construção seria daqui para o mês de outubro. E nós sabemos que não tem condições, não tem tempo para isso, com certeza é mais uma promessa que não será cumprida”, disse Dark.
A parlamentar lembrou que há dez anos o governador faz a mesma promessa ao povo de Mulungu e agora está sendo renovada porque é ano de eleição.
Quanto à nomeação do filho do prefeito para ocupar cargo no governo do Estado a vereadora disse que o prefeito não aderiu ao governador para trazer benefícios para a cidade, mas sim com interesses pessoais. “Isso ficou demonstrado com a nomeação do filho do prefeito, que o povo não interessa e sim o interesse próprio”, falou a presidente da Câmara.

Jota Alves

Maranhão nomeia filho de prefeito adesista e MPE continua mudo

“Mateus, primeiro os meus”, já ensina o adágio popular. O prefeito de Mulungu aprendeu direitinho e apressou-se para arrumar uma boquinha para o seu filho. O Diário Oficial do Estado circulou na última sexta-feira, dia 18, com a nomeação do filho do prefeito de Mulungu, Zé Leonel (na foto). Diego Maradona Assis de Moura assumiu o cargo de Assessor Técnico da Gerência Executiva de Planejamento, Segurança e Informação da Secretaria de Estado da Cidadania e Administração Penitenciária, Símbolo CAT1.
O rapaz, que tem nome de craque de futebol, vai ter dificuldades para exercer tão pomposo cargo. Se na Copa o Maradona argentino é técnico do time, o Maradona de Mulungu vai ser assistente técnico de alguma coisa que ele ainda nem sabe como funciona, para que serve nem que faz. Mas tudo bem, o importante é a grana ser depositada na conta bancária, o resto é só detalhe.
O prefeito de Mulungu é filiado ao PSDB e é concunhado do senador Cícero Lucena. Como faz algumas semanas que Leonel anunciou adesão ao governador José Maranhão fica fácil entender porque o filho do prefeito foi premiado com um cargo no governo. Os opositores do gestor estão cobrando obras para o município, como a prometida estrada de asfalto de Mulungu a Alagoinha, em vez de cargos para seus familiares.
Quem não deve estar gostando de tudo isso é o ex-prefeito Achiles Leal, que chegou primeiro, mas já leva olé de Leonel na indicação de cargos. A deputada Iraê Lucena também não deve estar morrendo de amores pelo deputado Raniery, que invadiu sua área e quer fazer gol, nem que seja com “a mão grande”.

Jota Alves

Alagoinha Fest 2010: Forró Cobiçado, Bem Bolado e Magníficos farão a festa para o povão


Será no próximo dia 22 de Junho que a cidade de Alagoinha vai parar para brincar e se divertir com o Alagoinha Fest 2010.


Tudo para esquentar ainda mais às vesperas do São João que acontece nos dias 23 e 24.

domingo, 20 de junho de 2010

LÉA TOSCANO VENCE ENQUETE COM 38% E É CONSIDERADA A MAIOR LIDERANÇA DE GUARABIRA

Em recente enquete realizada no blog do Professor Josa, a ex-prefeita de Guarabira Léa Toscano e pré-candidata a deputada estadual pelo PSB venceu com 38% e é considerada a maior liderança da cidade.

Léa Toscano que foi prefeita de Guarabira por dois mandatos, realizou uma administração voltada para a população, além de urbanizar e conquistar vários postos de trabalho, com a vinda de várias lojas de grande porte.

Na segunda gestão de Léa foi construído o Memorial Frei Damião.

Léa Toscano irá concorrer a uma das cadeiras na Assembléia Legislativa da Paraíba, substituindo seu esposo o deputado Zenóbio Toscano.


Marcelo Alexandre

Cássio Cunha Lima será entrevistado nesta terça em Guarabira


Nesta terça feira (22) Cássio Cunha Lima, Ex-governador e pré-candidato ao Senado, será entrevistado no auditório da Rádio Rural, entre as 12h00 e às 14h00, no Grande Jornal 850 – Edição da Tarde.

A entrevista ainda será transmitida em cadeia com as rádios Cultura e Constelação de Guarabira, Jardim de Areia, Rádio Princesa de Princesa Izabel.

Cássio falará sobre a campanha política 2010, formação de alianças partidárias, entre outros assuntos . Várias autoridades políticas estarão presentes, a exemplo do deputado Zenóbio Toscano e a pré-candidata Léa toscano, além de convidados.

Marcelo Alexandre

TSE barra quem renunciou, mas não quem foi cassado

Aqueles políticos que nos últimos anos renunciaram aos seus mandatos para escapar de punição ficaram inelegíveis, conforme a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre a abrangência da Lei do Ficha Limpa. O tribunal, no entanto, deixou em aberto a situação dos governadores cassados.
Os ministros entenderam que as condições de inelegibilidade devem ser verificadas no momento da formalização da candidatura, o que deve ocorrer até 5 de julho.
O registro deve ser negado para aquele que tiver uma condenação por colegiado (mais de um juiz) ou renunciado para não ser cassado, não importando se o fato ocorreu antes ou depois da promulgação da lei.
De acordo com a lei do Ficha Limpa, fica inelegível, por oito anos, o político que renunciou para escapar de cassação, e aquele condenado por crimes eleitorais (compra de votos, fraude, falsificação de documento público), lavagem e ocultação de bens, improbidade administrativa, entre outros.
A legislação permite que o candidato que tiver o registro negado recorra. Ministros do TSE preveem um acúmulo de ações na Justiça Eleitoral.
É o caso daqueles parlamentares que renunciaram por envolvimento no mensalão, como Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Paulo Rocha (PT-PA), por exemplo.
Ou do ex-senador Joaquim Roriz (PSC-DF), favorito na disputa pelo governo do Distrito Federal, que renunciou ao mandato após denúncias de corrupção para escapar de um processo de cassação.
No caso de quem renunciou, a lei diz que fica inelegível "para as eleições que se realizarem durante o período remanescente do mandato para o qual foram eleitos e nos oito anos subsequentes ao término da legislatura".
O entendimento do TSE também atinge o deputado Paulo Maluf (PP-SP), condenado pela 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, por improbidade administrativa.
Especialistas em direito eleitoral, porém, avaliam que o caso dos políticos que renunciaram ainda será analisado pelo Supremo Tribunal Federal, que poderia mudar a interpretação do TSE.
O caso dos governadores é diferente. O TSE cassou três em 2009: Jackson Lago (PDT-MA), Marcelo Miranda (PMDB-TO) e Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), que além de perderem o mandato, ficaram inelegíveis por três anos a contar da eleição.
O problema é que neste caso a inelegibilidade não é apenas uma condição, mas uma pena. Ou seja, uma lei posterior à condenação não poderia, em tese, aumentar essa punição para oito anos.
Na sessão de anteontem, os ministros afirmaram que a situação deles será resolvida individualmente no momento da análise do registro.

Jornal Folha de São Paulo

sábado, 19 de junho de 2010

NÃO EXISTE PENA PERPÉTUA NO BRASIL

Johnson Abrantes

A propósito da entrada em vigor da Lei n.º 135/2010, conhecida como “Ficha Limpa”, o TSE tem sido acionado para responder a algumas consultas sobre a sua aplicabilidade a partir da sanção presidencial, ocorrida em 07/06/2010.

Antes de qualquer análise mais profunda, vamos recorrer a Constituição Federal em vigor, para no final tirar as nossas conclusões para os caso concretos.

Diz o artigo 16, da Carta Magna: “A Lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência”.

Primeira indagação. A Lei estabelece regras eleitorais? Respondo que sim.porque trata de registros de candidaturas, impugnações, condições de elegibilidade e punições.

Segunda indagação. 2010 é o ano eleitoral? Respondo: alguém duvida que haverá eleições em 03 de outubro de 2010?

Outro aspecto previsto na CF, no artigo 5º, LV: “Aos Litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral, são assegurados o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ele inerentes”.

Na discussão sobre aplicabilidade da lei “Ficha Limpa”, algum político brasileiro foi acionado para se defender? Não. Existiu debate no TSE sobre algum caso concreto? Afirmo negativamente.

Agora passemos à interpretação daquilo que está sendo objeto de consultas ao TSE.

Inicialmente é necessário ressaltar, por oportuno, que consulta não é acórdão, não é jurisprudência, não é norma. Ela visa, tão somente, elucidar controvérsias. Logo entendo que o pré-julgamento de casos concretos, por leigos ou togados é precipitado, inoportuno e fora de lógica.

Na consulta discutida ontem, dia 17, pelo TSE, alguns questionamentos precisarão ser melhor interpretado. A consulta foi formulada pelo Deputado Federal Ilderlei Cordeiro (PPS), que indagou se “a Lei Eleitoral que altera as causas de inelegibilidade e o período de duração da perda dos direitos políticos se aplicaria aos processos em tramitação, já julgados em grau de recurso, com decisão onde se adotou punição com base na regra legal então vigente”.

O Ministro Marcelo Ribeiro, que é do quinto constitucional da OAB fez uma observação pertinente. Será que inelegibilidade é ou não uma pena. Se for considerada pena, não pode ser aplicada a nova lei, uma vez que o inciso XXXVI, do artigo 5º da CF diz textualmente que “a lei não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada”.

Outro aspecto relevante, que se enquadra na preocupação de alguns, diz respeito ao alcance da lei para a postulação do ex-governador Cássio Cunha Lima. O TSE sinalizou que a lei não prevalece para quem foi cassado através de AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral). Cássio foi cassado e teve sua inelegibilidade decretada por 03 anos, a contar do dia 05 de outubro de 2006; foi cassado, repete-se, numa AIJE, com base na Lei Complementar 64/90, logo, a Lei nova não tem validade para atingir a candidatura de Cássio Cunha Lima. E digo porque: A cassação do ex-Governador se deu pelo “uso promocional de programas de governo (caso FAC) em proveito de sua reeleição”.

Ao contrário do que pensam os “estrategistas governistas”, que dizem que Cássio estaria enquadrado na alínea “J” do inciso I, do artigo 1º, da Lei Complementar 64/90, com as alterações da Lei 135/2010. As alterações da nova Lei estabelecem serem inelegíveis “os que tenham sido julgados e condenados pela Justiça Eleitoral por corrupção eleitoral (art. 299, do Código Eleitoral); captação ilícita de sufrágio (art. 41-A, da Lei 9.504/97); conduta vedada a agentes públicos em campanha eleitoral (arts. 73 e 77, da Lei 9.504/97), ou por captação ou gastos ilícitos de recursos (art. 30-A, da Lei 9.504/978), pelo prazo de 08 anos a contar da realização da eleição”.

O ex-Governador foi cassado através de uma AIJE, repita-se, e a Lei não prevê extensão da pena, até porque “a Lei não pode retroagir para prejudicar”. Está escrito na Constituição Brasileira.

Merece relevo nessa discussão, a posição equilibrada do Ministro Marco Aurélio, que também é membro do Supremo Tribunal Federal. Na sua ótica, a Constituição Federal, no seu artigo 16, precisa ser preservada. Disse ele: “não me impressiona a iniciativa do projeto, o fato de ter se logrado em um milhão e setecentas mil assinaturas; não me impressiona porque o povo se submete à Carta da República, a menos que o povo vire a mesa e proceda à revolução rasgando a Carta”.

Outro fato importante é que todos os Ministros do TSE foram unânimes na interpretação da consulta: As causas de inelegibilidade só poderão ocorrer quando do encaminhamento dos registros na Justiça Eleitoral, oportunidade em que será examinado cada caso concreto.

Especificamente no caso da Paraíba, envolvendo Cássio Cunha Lima, uma advertência feita pelo Ministro Marcelo Ribeiro: “não se pode aplicar a nova lei em casos transitados em julgado” e arrematou: “não pode, no curso do processo, mudar a lei, a pena é outra”. E os três Ministros com assento no STF Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio e Carmen Lúcia, foram unânimes em um ponto: na hipótese de inelegibilidade restar fixado expressamente no acórdão como foi o caso de Cássio, não há mais possibilidade de se aumentar o referido prazo. Isto está expresso no acórdão do TER-PB e também no TSE.

Já o Ministro Marco Aurélio alertou para o fato de fazer valer a Legislação já para outubro próximo, o que pode ser considerado casuísmo, “mesmo que a lei seja boa”. Ele chamou a atenção para o risco de uma “Babel, de uma insegurança jurídica generalizada” em razão de “leis casuísticas, voltadas para situações já identificadas no passado”.

Ainda do Ministro Marcelo Ribeiro: “não se pode passar uma régua na inelegibilidade. Parece-me de uma gravidade enorme isso. É pior do que fazer um novo julgamento, porque num novo julgamento teria o contraditório. Fico impressionado”.

A propósito desse assunto, a Ministra Ellen Gracie, que integra o STF, emitiu um voto na ADIN nº 3.685-8 – DF, reconhecendo que o artigo 16, da CF, está inserido no capítulo que dispõe sobre os direitos políticos enquanto direitos e garantias individuais (art. 5º, parágrafo 2º).

Sessão especial na AL vai discutir instalação de campus da UFPB em Guarabira, através de propositura de Zenóbio

O deputado Zenóbio Toscano é o autor de requerimento aprovado por unanimidade na Assembléia Legislativa, propondo sessão especial para discutir a instalação de um campus da Universidade Federal da Paraíba em Guarabira.
Mesmo sendo deputado de oposição Zenóbio tenta sensibilizar as autoridades em Educação da necessidade e viabilidade de se instalar um campus da UFPB na capital do Brejo. O parlamentar argumenta que nossa Guarabira polariza diversos municípios e, normalmente, pode também atrair estudantes do vizinho Estado do Rio Grande do Norte.
Para Zenóbio, a implementação de cursos na área de saúde, inclusive de medicina, nesse novo campus em Guarabira, é prioritária, conforme também defende o reitor da UFPB , Rômulo Polari, uma vez que em Guarabira já existem outros cursos contemplados na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), tais como cursos da área de humanas como Letras e História.
“A sessão especial proporcionará condições para que se exponha a proposta, ouvindo o reitor da universidade e debatendo com a sociedade”, disse o deputado Zenóbio Toscano.
Lamentavelmente os que atualmente estão investidos do poder não conseguem “mover uma palha” em defesa do ensino superior e na atração de um campus para a cidade.

Jota Alves

Presidente da Associação dos Magistrados do Brasil, co-autora do Ficha Limpa, diz que projeto não atinge Cássio

O presidente da AMB, uma das entidades que subscreveu e apoiou o movimento do Ficha Limpa, declarou que a lei é uma vitória para a sociedade. Mas fez ressalvas quanto à aplicação para governadores cassados.

“Não há duas penas para o mesmo delito”, disparou Mozart, citado nominalmente os casos de Cássio, Jackson Lago (MA) e Marcelo Miranda (TO), governador cassados em 2009.

Confira você mesmo a entrevista na íntegra do presidente da AMB:


SÃO PAULO - Para o presidente da Associação dos Magistrados do Brasil
(AMB), Mozart Valadares, a Lei da Ficha Limpa é uma vitória dos
brasileiros , independentemente das interpretações para sua aplicação.
Mas o magistrado alerta para uma dúvida: quem já cumpriu sua sentença
deve ficar fora das eleições? Para ele, não. Assim, os ex-governadores
Cassio Cunha Lima (PB), Jackson Lago (MA) e Marcelo Miranda (TO)
estariam aptos a concorrer este ano.

Como o senhor vê a nova lei da Ficha Limpa?

MOZART VALADARES: A lei por si só já é uma grande vitória da sociedade
brasileira, independente das decisões, das interpretações que vêm
sendo dadas. Mesmo que o TSE dissesse "não tem validade para estas
eleições, só para as próximas", já era uma grande vitória da sociedade
ter uma lei que vai emprestar mais ética, mais moralidade e
transparência. Não poderíamos continuar num país sem uma lei que
botasse um freio nesses desmandos por parte de alguns políticos.

Mas isso, esse adiamento para as próximas eleições, ainda pode acontecer no STF.

MOZART: Pode, mas eu não acredito que o Supremo vá ter outro
entendimento. A lei não interfere no processo eleitoral. O processo
eleitoral não foi iniciado. A partida não começou, o jogo não começou.
Quando houve a sanção da lei, não existiam candidaturas, todos eram
pré-candidatos.

O deputado Paulo Maluf diz que está fora porque sua condenação a pagar
R$ 4,5 bilhões aos cofres públicos foi em uma ação popular, não
aplicada à Lei da Ficha Limpa. É verdade?

MOZART: Mas é uma ação popular por malversação do dinheiro público.
Ele será atingido, sim. Tem três situações nessa lei. Duas estão muito
claras. A primeira é a validade da lei. A segunda diz o seguinte: essa
lei atingirá as pessoas condenadas em processos em tramitação, já
havendo um julgamento por um colégio de magistrados. A única dúvida
que tenho é aqueles casos em que houve a condenação, já houve o
cumprimento da pena, se esses serão atingidos.

Neste caso, o que será feito?

MOZART: Os três ex-governadores da Paraíba Cassio Cunha Lima, do
Maranhão, Jackson Lago, e de Tocantins, Marcelo Miranda. Eles já foram
condenados e já houve cumprimento da pena. Eu acho que eles não serão
atingidos. Por quê? Você não pode dar duas penas para o mesmo delito
cometido.

E quem será atingido?

MOZART:Apesar da decisão do TSE ter avançado, falando que os casos que
ainda estão em tramitação, mas que já foram julgados, serão atingidos,
nós temos dois casos típicos no Brasil. Nós temos o caso de Paulo
Maluf e o casal Anthony e Rosinha Garotinho. Não transitou em julgado,
eles ainda podem levar ao TSE, mas o TRE do Rio confirmou um
julgamento de Campos por compra de votos. Eles serão atingidos pela
nova lei.

E a deputada Luiza Erundina, que foi condenada em uma ação popular a
pagar R$ 350 mil?

MOZART: A pena só foi essa? Já pagou. Então ela cumpriu a pena. Não é
razoável que venha outra pena para o mesmo delito.


Luís Tôrres

Cássio Cunha Lima será entrevistado nesta terça em Guarabira


Nesta terça feira (22) Cássio Cunha Lima, Ex-governador e pré-candidato ao Senado, será entrevistado no auditório da Rádio Rural, entre as 12h00 e às 14h00, no Grande Jornal 850 – Edição da Tarde.

A entrevista ainda será transmitida em cadeia com as rádios Cultura e Constelação de Guarabira, Jardim de Areia, Rádio Princesa de Princesa Izabel.

Cássio falará sobre a campanha política 2010, formação de alianças partidárias, entre outros assuntos . Várias autoridades políticas estarão presentes, a exemplo do deputado Zenóbio Toscano e a pré-candidata Léa toscano, além de convidados.

Marcelo Alexandre

Governo Alagoinha Para Todos realiza Festa de São João, antecipa pagamento de junho e paga também 50% do 13º.



A prefeita de Alagoinha Alcione Beltrão está feliz e isso é visível por todos que acompanham seu dia a dia como gestora do município.

Pelo segundo ano consecutivo a cidade terá três dias de festa para comemorar o São João. Outro motivo para tanta alegria da prefeita e também dos servidores públicos do município é que mais uma vez haverá a antecipação do calendário de pagamento junto como os 50% do décimo - terceiro e tudo será pago de uma só vez na próxima terça (22), dia da abertura do São João que trará a Banda Magníficos.


Depois do sucesso retumbante do Alagoinha Fest, o São João de Alagoinha promete arrastar visitantes de diversos municípios, mais uma vez uma grande estrutura está sendo montada para que todos se divirtam com tranqüilidade.


As festas não interferem no ritmo acelerado de obras que o governo realiza. O Conjunto Nova Alagoinha está recebendo calçamento em várias ruas, reforma completa do PSF da Rua do Sol e o início da construção de cisternas na zona rural está no cronograma da secretaria da infraestrutura. A secretaria da educação entregou escola por escola todo o fardamento dos alunos.

Em julho haverá a realização do concurso público para o quadro de servidores.


Enfim, a prefeita Alcione tem mantido o compromisso assumido de reconstruir Alagoinha e vem conseguindo com o apoio popular.


Atrações dos festejos juninos: dia 21 - Festival de Quadrilhas da rede municipal de ensino, dia 22- Banda Magníficos, dia 23-Rita de Cássia e dia 23- Banda Styllus


Cid Cordeiro